segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Olá, Colégio!

Sim, sim, sim! Fui para a minha escola hoje!!! Não teve aula (droga...), mas teve abertura do ano letivo no auditório e eu ri para caramba! Acabei-me em risadas! O corpo docente teve quase metade de seus componentes mudados (Bete... ó.ò T-T), já peguei o material e o uniforme novo como o meu estojo dos Skelanimals (tá, eu comprei ele antes, mas isso não conta) e revi os professores que eu amo demais *-*

Também só os professores, porque as minhas amigas que é bom, nada! (Nathy e Becca, vocês vão ver!!! ò.Ó) Agora lamento mesmo por não ter mais aula de Religião... Antes tinha, senão me engano, mas agora só o Ensino Fundamental terá a disciplina... Bem, eu ainda vou ver minha professora de vez enquando, não é não? :) {E ela já disse que vai tentar se virar para trocar uma aulinha com algum professor, nem que seja só para conversar, haha!}

Alívios: agora tem psicóloga na escola (porque eu sinto uma parcela de culpa nisso? ;P) e entre três professores de Português (Sim, agora são três diferentes!) a minha predileta vai continuar dando aula para a gente! \o/ (Ufa! o-o") Sem mencionar que agora tem professora de Música lá na escola e finalmente aprenderemos Filosofia *-* Em compensação... Não!! Química!! x-x

Pelo visto terei que me esforçar como nunca me esforcei em toda a minha vida, ainda mais com os novos objetivos a serem alcançados por mim, mas eu vou conseguir. Eu sei que consigo senão desistir no meio do caminho. Além do quê, mesmo que eu desanime, sei que terei meus amigos e amigas para dar levantar o meu ego (e eles terão a mim, todos, podem ter certeza!).

Enfim, é isso, queridos. Beijos e um ótimo ano de trabalho para todos!


P. S. para Nathalia e Becca: As aulas começam na quinta por conta da reforma do colégio. Entrada em horário normal.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

K-ON! Brasil - Introdução

Baseado no mangá/anime K-ON!

Dedicado às minhas melhores amigas.
________________________________________________

Era o primeiro dia de aula e eu subia correndo a rampa da escola. Com a mochila nas costas e segurando em suas alças vermelhas, ofegava enquanto passava por duas ou três pessoas com velocidade surpreendente.

"Em cima da hora, em cima da hora, estou em cima da hora!" pensava freneticamente.

Suando fio, dei-me já pisando no piso novo do pátio central. Senti-me um pouco aliviada ao ver várias pessoas conversando e andando pelo lugar e fui logo mirando o relógio. Só mais três minutos e o sinal bateria para todos nós. Claro que, sendo o começo do ano letivo, iríamos para a Capela do colégio. Lá era realizada a abertura do ano escolar, as explicações iniciais, apresentações e outras coisas mais.

Baixando o olhar do relógio mais a frente, deparei-me com uma pequena aglomeração frente a uma das lousas de vidro. Estreitando o olhar ficando para lá de curiosa, perguntei-me sobre o por que daquilo e não demorou para avançar lentamente rumo àquele pessoal.

 - Licença. Licença - ia pedindo ao passar com cuidado pelas garotas do 7º ano. Quando finalmente vi um pequeno cartaz escuro com letras garrafais em destaque, meu coração saltou para fora do corpo e meu estômago não pode deixar de cambalhotar. Dois diamantes reluziram em meu olhar castanho por um momento.

Era anunciado um Campeonato Interescolar de Bandas!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Natureza versus Rotina


Silêncio urbano. Ruídos aconchegantes da natureza. E aquilo era tudo.

Molhando os pés na água da cascata, ela estava bem. Bem consigo mesma e bem com o mundo. Simples. Com roupa sem rococós e rosto sem maquiagem. Cabelo enrolado, livre da chapinha quase diária. Só ela e a natureza. Paz...

Olhou para o lado sem motivo consistente e acabou sorrindo para uma rosa com que dera de cara. Chegou mais perto dela, sentindo seu perfume. Linda. Quem dera ser como ela. Bela, gentil, mas inteligente o suficiente para espetar quando nescessário. Caiu de costas na grama, ainda com os pés na água. Como gostaria de ficar ali o restante das horas daquele dia!

 - Luísa? - uma voz a chamou. De súbito seu devaneio foi desmanchado.

Não havia mais natureza, nem silêncio, nem água naturalmente limpa ou flora qualquer. Só estantes, armário, bichinhos de pelúcia, quadrinhos e a mochila da escola em um canto.

 - Filha, vamos logo ou se atrasa! - apressou a mãe atrás da porta. Não sabia que a garota já estava uniformizada.

 - Já estou saindo! - respondeu erguendo-se com pressa. Apanhando a mochila, saiu correndo do quarto, quase atropelando a mãe. O café fora rápido, sem nada demais. A companhia da mãe foi como a grama, que conforta. Mais tarde, a descida pelo corrimão equivaleu as águas que descem na cascata. A turma da perua, a natureza, e o seu barulho entre conversas, celulares e sabe-se-lá-mais-o-quê, ao silêncio querido. Chegando no colégio, o seu amor. Alguém que a fazia ter o sentimento perfumado como uma rosa.

Luísa chegou a essa conclusão. Mesmo não tendo um mundo perfeito, sem pássaros, simplescidade constante ou coisas assim, era tinha o suficiente para ser feliz. O jeito, concluiu, era saber como preservar tudo aquilo.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Novo capítulo!: Para começar em Carlyle

Para aqueles que não sabem, escrevo uma história no blog http://www.portodootempo.blogspot.com/. Com o mesmo título, ela aborda a ida ao fictício Castelo de Carlyle* de Simone, uma jornalista brasileira em sua primeira viagem ao exterior. Lá ela conhece Phillip, um homem doce, porém muito misterioso. Graças a um imenso e problemático imprevisto, os dois ficam presos no castelo e Simone é obrigada a conviver com o novo indivíduo e os habitantes de Carlyle, razão para desde novas amizades até perigos crônicos.

Então, eis que surge o segundo capítulo (depois de muito tempo, mas "abafa o caso")! É só clicar no link que ofereci no parágrafo anterior e pronto! Podem conferí-lo ^^ Só peço para quem começará a ler a trama que não deixem de ler os avisos iniciais.

Beijos e sushis,
Sunshine! ~*

Vendas não trazem felicidade

O céu está azul lá fora, é só tirar as vendas de seus olhos. Por que está tudo cinza para você se o arco-íris brilha com força agora? É só tirar a venda do coração e verá: o mundo pode ser bem melhor! Seus amigos querem conversar, não te ignoram como pensa. Só estão esperando que você vá até eles, por que não? Os doces que a natureza dá são tão bons, mesmo assim você diz estarem podres. Falaram que você é linda, mas você acha que disseram "Como você é horrorosa". Desfaça a venda dos olhos de seu coração; o mundo fica tão bom! Brinque o "Jogo do Contente" da daminha Poliana, quem disse que não consegue. As coisas só piorarão se você achar que sim. As nuvens formam um caminho maravilhoso lá fora, por que acha que não passam de falhas no céu? As vozes más não existem, viva esperta e inocente. Encha-se de coragem e dê aquele abraço, não se preocupe com a curva que pode acontecer e te derrubar, encha-se de coragem e faça uma boa ação: deixe alguém inocentimente feliz também. Engula a timidez, preguiça e veja só quanto incentivo para espalhar felicidade existe por aí. Nunca diga que está sozinha, pois no fundo de seu coração, sozinha não existe se você ama o Pai. A máscara pode quebrar, o seu rosto é mais bonito que ela. O chão pode se desmanchar, não tem problema, você pode flutuar. As paredes podem cair, os muros declinarem, as árvores serem cortadas, não interessa. Sempre Alguém vai melhorar tudo, é só você conseguir ver. É só não deixar que venda alguma te atrapalhe mais. O mundo pode ser tão lindo! Desperte seu coração! Não viva a mercê de coisas ruins, que geram destruição para os outros só para você se divertir, cuidado! Todos podem sorrir se souber o que fazer. Como? Viva esperta e inocentemente! Não é tarde para recomeçar, acredite. acredite! Faça picadinho do que cobre os olhos do seu coração, não vale a pena sustentar. Pinte um novo quadro, quebre o antigo, tenha coragem, você pode ter sim! Não se engane por ideias de incopetência, viva esperta e inocentemente... Sempre acredite que Alguém lá em cima não vai deixar você cair. Parece o contrário? Novas ilusões más, peça ajuda para Ele e assoprem elas para bem longe. Você consegue! Permita seu coração enxergar, viva esperta e inocentemente, se você ainda existe, não duvide, é porque Alguém tem esperança em ti, você não é um mero acaso! Está em um pântano sombrio? Acredite, você pode sair! Acredite que Alguém lá em cima pode te ajudar, sim, Ele pode e existe! Viva esperta e inocentemente, acredite que Alguém lá em cima não vai te deixar e não deixe nada mais tampar sua visão. Aceita um sorvete de nuvem?

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Presente!!

Olá, querido pessoal do Q. S.! Finalmente trago novidades!

Hoje, no início da tarde, chegou um pacote com o nome de meu pai. Como ele ainda não estava em casa, decidimos guardá-lo na biblioteca (lugar que meu pai sempre acaba indo). Mais tarde, antes de anoitecer mesmo, meu pai ligou e minha mãe e ele começaram a conversar. Conversa vem, conversa vai, lá estava eu na sala desenhando ou algo assim quando minha mãe chega com a mesma encomenda debaixo do braço. E o que eu descubro?

Era um The Jedi Path!!!
Awwwwwwwwwwwwwwwwwwnnnn!!!!!!!!!!!!!!!!!! *-*


Para aqueles que não sabem, The Jedi Path significa "O Manual Jedi". É um livro que descreve fundamentos de um grupo fictício de cavaleiros da paz da série Star Wars, denominados jedis (jedáis). Com a aparência para lá de caprichada - com direito a caixa com abertura diferenciada e efeitos sonoros exclusivos, anotações, páginas rasgadas, mapa e até moeda da realidade (entre outras coisas mais) -, o livro aborda desde a criação do grupo pré-mencionado até técnicas de luta com sabre de luz explicadas e com imagens "passo-a-passo"! Garantia de entretenimento para todos os que gostam da obra de Jorge Lucas!

Quem sabe não consigo postar algumas fotos, heim? ;D


O livro está disponível somente em inglês.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Jardim particular


Companheirismo, conscideração, amor, compreensão, bom humor, soliderariedade, respeito, diversão, seriedade, lealdade, paciência, humildade, incentivo, apoio, coragem, cooperação, inteligência, amor.



Eis uma definição incompleta de amizade. Algo que todos têm pelo menos uma vez na vida. Só cabe a cada indivíduo escolher bem as pessoas com quem se comfraternizar e dar valor às amizades que valem a pena ser vividas. Afinal, amigos não obtemos e sim conquistamos.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Hey, pessoas! o/

Pois bem, cá estou sem uma ideia fixa para a postagem de hoje. #confesso

A verdade é que fartei-me deste blog com só uma postagem até agora, então resolvi dar um basta de uma vez por todas. Nisso, pensei em diversas possibilitades de texto: sobre música, sentimentos, crise de identidade, jogos online, animes, amigos, escola... Entretando não decidi nada com nada.

Com isso, lembrei de uma das minhas postagens no outro blog que falava em como as pequenas coisas podem criar um texto blogueiro de qualidade. A única coisa que esqueci de comentar é que, depois de um assunto, o mais importante é ter habilidade para formatar e publicar a ideia! E aí é que eu bobiei.

Espera. Alguém me quebra que eu tô chocada.



Ideia!!



É isso! Como não pensei nisso antes?! *comemorando com dancinha do Caramelldansen*

Aqui vai um pedido: caros leitores, quando possível mandem suas sugestões de temas. Afinal, além de ajudarem o blog a se manter na ativa, tem certeza de que é algo que lhe interessam.

Rapaz, adorei!! E o melhor: dei um sentido a esse post!! =D¹²³¹²³ Que feliz! (<-- droga, Suemi :x)

Beijos e doces a todos,
Sunshine

domingo, 2 de janeiro de 2011

Ano novo, blog novo!

Apesar de estar um dia atrasada (aiaiai!), quero desejar a todos um feliz 2011!

E como a virada do ano costuma ser reconhecida por inovações, nada melhor do que um novo blog, certo?!

Está bem, eu sei que a ideia não agrada a todos, que alguns devem se perguntar porque eu fiz isso e não é para menos. Ainda que este blog prevaleça, o endereço permanecerá disponível àqueles que desejarem revê-lo por alguma razão

*pega uma tesoura e corta grande fita vermelha de inauguração*



Sejam todos bem vindos ao Q. S.!